sexta-feira, 17 de março de 2017

OS DESAFIOS DA FAMÍLIA E DA EDUCAÇÃO NOS DIAS ATUAIS.
Renilson Ornelas
Resultado de imagem para estudar
Recentemente, alguns meios de comunicação noticiaram a violência um aluno praticada sobre sua professora em plena sala de aula, a qual, mesmo desfigurada e caída, ainda conseguiu reagir por um grito de socorro. Uma cena traumática tanto para a vítima quanto para os demais professores que a presenciaram. Sem dúvida, esse é um quadro jamais sonhado por um pai, por uma mãe, por um cidadão de bem ou pelos profissionais da pedagogia que, ao saírem de suas casas pela manhã jamais imaginariam se deparar com tamanha frieza. Um ato selvagem, irracional e sem escrúpulos.
Como era a educação de décadas atrás? Porque o comportamento de nossos jovens tem mudado tanto? Essa pergunta tem estado mais presente em nossos dias de modo bem mais frequente, porque as pessoas desejam encontrar razões e explicações  de o porque de tanta violência. Seria culpa da família ou da escola? Dos professores ou dos pais? Na proporção em que as nações vem desprezando os valores familiares, é fácil notar quais rumos o mundo vem seguindo. Seria possível desprezar a educação e a família e ao mesmo tempo ensinar bons princípios a nossas crianças e jovens? Enquanto grupos ativistas, institutos e parlamentos desfiguram o real conceito de família, isso gera essa violência e toda sorte de devassidão hoje vista em quase todas as dimensões da sociedade.  

" Família não é simplesmente o ajuntamento de pessoas que resolvem conviver num mesmo ambiente. A definição de família carrega a força de seu significado e sentido na coesão e na harmonia genética do parentesco sanguíneo que perpetua criando novas gerações".

Na busca por respostas que possam acalmar as ansiedades nesse país, todos inventam coisas, sem nunca se chegar a solução alguma. Ao mesmo tempo é possível notar a existência de três grupos em nossa sociedade um tanto decaída: o primeiro é composto por pessoas sem interesse algum por respostas(anarquista), o segundo compõe-se daqueles que diariamente tem sido vítimas dos algozes alunos, e o terceiro diz respeito aos grupos ativistas que defendem a promoção de revoluções por agitações onde os inocentes jovens estudantes se infiltram na expectativa de transformar o mundo por meio desses métodos(Marxistas perdidos etc.).

A família deve ser por excelência, e por qualquer que seja a nação, protegida e amparada em todos os seus direitos. O Estado peca quando promove ou estimula a sua desconstrução, ou permite a banalização da educação. Existe uma enorme diferença entre ensinar e educar. Nossas faculdades por exemplo, ensinam mas não se preocupam em educar essa geração. Além do mais, muitos de nossos jovens, dotados de boa educação e princípios éticos, ao ingressarem em nossas faculdades, São chacoteados, zombados por seus bons comportamentos, são chamados de caretas, cafonas, nerds... E por serem cristãos sofrem muito mais que isso. Suas mentes são bombardeadas por teorias e ideologias anticristãs, e professores ativistas e ateus os massacram tentando convencê-los com suas ideias de que Deus está morto, que o homem descendeu do macaco, que o mundo não fora criado por ninguém etc. Não se vê nenhum movimento ou atitude cidadã por parte das direções escolares ou até mesmo do MEC que olhe melhor para essa questão. Não existe interesse neles. Mas o que vem a ser educação? Educação é o processo pedagógico que engloba a transmissão e recepção de conteúdos, letras e símbolos para a formação do conhecimento (Ornelas). Assim como a família é a célula responsável pela perpetuação da civilização, a educação por sua vez tem papel relevante na perpetuação do conhecimento nessa mesma civilização. Apesar de diferentes pontos de vistas quanto a seus métodos de ensinar, Freire, Vigotski, Perrenoud, Piaget, Wallon, Içami Tiba, Augusto Cury e outros, todos expressam grande respeito pela boa educação.

Além do mais, verdade é que, categoricamente, é possível afirmar que a televisão e demais meios de comunicação tem prejudicado nossos jovens em grande escala, injetando-lhes conceitos  ideológicos extremamente perniciosos, dos quais se tornam escravos cegos, debaixo das falsas promessas de se tornarem "heróis" ou terem seus nomes lembrados na história, tal como sucedeu com alguns arruaceiros de outrora. Porque o Ministério da Educação ou das comunicações não se posicionam quanto aos Reality shows exibidos na tela dos televisores onde os participantes fazem sexo debaixo dos edredons em horários comuns? E qual tipo de educação o país tem oferecido a nossos filhos quando permite a exibição de filmes tais como Máquina Mortífera, Duro de Matar, 40 Tons de Cinza, harry Potter, ou desenhos animados com mensagens subliminares camufladas em Rei Leão, A pequena sereia, Bob Esponja, A  festa da Salsicha, e outros ? O que  o país pretende fazer com a mentalidade de nossas crianças e jovens, quando por meio do Ministério da Educação e do CNE elabora cartilhas tendenciosas com kits de teor sexual doentio, como que forçando nossos filhos a aceitarem comportamentos contrários à Palavra de Deus e aos valores ensinados por seus pais?
            
Quando uma nação não protege a família, as crianças e a educação, conforme reza os artigos 226º e 227º da Constituição Federal (1988), essa pátria passa a viver sob ameaça de descontrole social. Na verdade, o Brasil vive hoje, nos dias atuais, o prenúncio de uma desordem social, o que de fato não desejamos, pois o povo brasileiro não merece viver uma experiência como essa. Que Deus nos livre de uma desordem social. Portanto, para que haja ordem numa sociedade, é preciso primeiramente haver valorização da família nuclear e a manutenção de uma educação sólida. Não se pode construir uma pátria educadora estimulando a desconstrução da família, da educação, da ética e de seus valores


Renilson Ornelas
Ministro do evangelho, Graduado em teologia pelo STBN, Unicristã, Mestre em Teologia com concentração em Ciências Sociais da religião, Mestre em Psicologia pastoral, possui capacitação em Direito de Família, Terapeuta de Famílias e Casais. 
 há mais de 10 anos ministrando a Famílias e Casais



terça-feira, 3 de janeiro de 2017



POSSIBLE RESTORATION OF MY WEDDING?
Rev. Renilson Ornelas

Resultado de imagem para casais

The initial question that coupies ask is: What should I do? Speaking of marriage today has been one the hottest issues. This is because the oscilations that it has sufered as a result of the changes and innovations experienced at the time. Although some opposition to marriage, there is still a large mass that believes and figths for its preservation, including in the light of the bible. The problems that arise during the coexistence of the couple are naturalhe human of the, due to the complexity . No one thinks the same all the time  even sleeping together.Wedding unravel follows for example, the lack of harmony that is always born by the lack of understanding of both  the husband and the wife. The crisis in the marital relationship arises and grows exactly the moment in double vision since there is nothing else to do. Suffering at this in the marital relationship arises and grows exactly the moment in double visin since there is nothing else to do. 

Suffering at this time is very large and leads to several types of  diseases in the life of the couple and the family. Usually the suffering of children causes great concern. Amid the crisis many couples often ask , the restoration of a marriage in crisis is possible? Aswer is  yes. Unfortunately many couples come togeter without any sense of responsibility for each other tenderly in many cases the meetings tahe place amid much excitement, and the minds of those involved are not prepared in order for a relationship. We also have cases in which the man is forced to take a woman after that tell him an unwanted pregnancy, unplanned. Thoughout the bilble the word restoration im present, expressing God"s mercy to those who love him.

In Jeremy eighteen in tehe narrative vase in the hands of the potter, the Lord looks at the prophet e asked, Did I not do this vessel( which broke) another new vessel? God is interested in the happness of their children, so the restorantion is announced by him prophet Isaiah he says. Behold. I make all things new. If you do not want the breakup of his marriage then need the protect your maritall relationshipseriously. Te here are small details that needto be observed and taken into  account for this to be  possible: a) Always be honest and transparent with your spouse, b) Give attention, mainlya to see sadness in(s), c) When fails, show repenteance and correct your fault, d)Live with porpose, and has desire for each other always, show you love, f) Be loyal to each other, g)  is pleased to be home with your spouse, h) Talk ever; hold discussions. i) Always be motivated in the in the relashionship. The restoration is possible at any wedding in turbulence or in process of extinction.

The requires that there first will of the husband and wife that this becomes possible. The lack of maturity of the couple and the anger fueled in the heart contributes greatly to the repair and complete restoration is not possible. The best way to keep you marriage alive and active is not letting is stagnate, it protect you from all atacks directed to him. Only concerned with the wedding maintainning one who truly loves. Many couples leave God and away from their marriages all the time. Do not read the Bible, they neglegect the gosdpel(or play with it) , do not pray together and only in crises so it is that remember the creator. Thakfully, despite the hardness of our hearts, He is merciful. Restoration is possible yes.


NOTHING IS IMPOSSIBLE TO GOD.

Resultado de imagem para alianças
Rev. Renilson Ornelas

Minister of the Gospel, Lecturer, Postgraduate in pastoral psycology, Families and couples therapist with training in family law.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016


TRAIÇÃO CONJUGAL
Será se ainda tem jeito? Como devo me comportar?

Rev.Renilson Ornelas
Resultado de imagem para alianças

Este é um dos problemas que tem feito muita gente chorar e adoecer. Depois de flagrar e comprovar que esteve sendo traído(a) durante muito tempo por seu cônjuge, muitas pessoas caem num descrédito muito grande para com tudo e todos. Conheço pessoas que de uma hora pra outra deixaram tudo o que fazia, entregou-se ao abandono e passaram a andar perambulando pelas ruas de forma quase irreconhecíveis. Toda traição conjugal começa com o desacordo. O casal precisa buscar amadurecimento e caráter desde o início do namoro. Infelizmente, muitos começam a se relacionar levados por interesses materiais e sede de vida boa cheia de regalias. A verdade é que ninguém gosta de se sentir rejeitado. As estatísticas comprovam que os homens traem mais que as mulheres.É A separação é uma experiência dolorosa tanto para o marido quanto para a esposa(veja meu artigo Filhos de Pais Separados). Porque as pessoas traem?A bíblia fala da fraqueza da carne, mas também indica meios de como podemos superar o convite da luxúria, das orgias  a cobiça dos olhos e de tudo que é tentador. Quanto mais se ama mais se sofre. Isso acontece devido ao fato de, quanto maior a intensidade do afeto grande também será o apego de um pelo outro. É terrível ver pessoas muito apegadas a outra sem que esta outra não sinta nada por ela. Na perspectiva evangélica, o PERDÃO é uma grande arma, uma grande ferramenta de conserto e restauração. Capaz de ressuscitar e  trazer de volta a confiança uma vez perdida,salvando então o casamento. Ao perceber que está sendo tentado(a) procure se firmar na Palavra de Deus. Jamais queira imitar as coisas que acontece no mundo ilusório das novelas. Lembre-se que sua vida é real. Os atores e atrizes das novelas não vão chorar o seu choro nem sentir a tua dor. Não caia na bobagem de imitá-los. Respeitar o outro é passo importante a ser vivido desde o início do relacionamento. Não havendo condições da consumação do perdão(pode ser que uma parte ainda queira reatar mas a outra permanece irredutível) a vida deve recomeçar; mesmo sabendo que talvez não será a mesma coisa. Porque? porque as lembranças do passado constantemente estarão vindo á tona. Quem ama deve buscar meios de todas as maneiras no sentido de salvar seu relacionamento. Os motivos geradores da traição são muitos e variam. Vejamos: 

a) Disfunção sexual de uma das partes. As pesquisas afirmam que  aproximadamente 25 milhões de brasileiros sofrem com o problema da Impotência Sexual.
b) Enfermidades. Nem todo cônjuge tem estrutura pra lidar com o tempo do outro sobre o leito de enfermidade.
c) Desgaste na relação. Uma relação conjugal necessita de manutenção diária para se manterem dia, pois a rotina adicionada com uma pitada de imaturidade de uma das partes, pode gerar um forte desinteresse pelo outro. Aí a relação desce pelo ralo.
d) Pecados não confessados.Dificilmente alguém consegue olhar dentro dos olhos devendo alguma coisa ao outro.
e) Ausência de caráter. Aqui se origina a imaturidade de uma das partes.
Saber se ainda há jeito é um bom questionamento pra quem deseja recomeçar. Também deve-se procurar saber se a outra parte está disposta a reatar a relação. A pessoa que trai tem a oportunidade de se retratar e pedir perdão á parte traída. A parte traída por sua vez poderá ou não aceitar o pedido de perdão. Como diz o ditado: Quem bate esquece. Mas quem é vítima jamais. A parte traída pode pode até entrar em juízo com pedido de reparação de danos morais e ressarcimento por constrangimento etc.
Não se desespere ao tomar ciência de que seu cônjuge está te traindo. Tudo precisa ser confirmado. Procure pessoas experientes da área de aconselhamento conjugal ou afins, no sentido de que você possa receber boas orientações. Não caia na bobagem de praticar qualquer ato de agressão com a pessoa que porventura esteja se relacionando com seu cônjuge tentando te separar dele. Sendo você evangélico(a) procure viver a palavra. Há casos em que a pessoa só percebe o descaso que sempre fez com a Santa Palavra depois que passa a ser vítima de situações assim. Nada acontece em nossa vida por acaso.Você pode tirar lições de tudo na vida, mas jamais caia nos laços da traição.


Rev. Renilson Ornelas
Ministro do Evangelho
Pastoreando com Seriedade e Responsabilidade no Modelo de Jesus Cristo





     


quarta-feira, 16 de julho de 2014

UM BOM CASAMENTO NÃO PRECISA DE PORNOGRAFIA .
Rev. Renilson Ornelas

Tenho visto muita gente dos meios mais variados possíveis buscando justificar o fracasso de suas vidas conjugais afirmando que o casamento acabou por faltar algo mais picante. Na sua opinião, qual é a fórmula pra manter um casamento em sua estabilidade? Lamentamos o fato de muitos casais se deixarem ser conduzidos por muita bobagem que vem da mídia, quer seja escrita ou visual. São casais imaturos, inseguros, os quais em sua boa parte entraram na relação conjugal sem nenhum preparo; levados pela ganancia material,pelo liberalismo e poder aquisitivo do parceiro mas sem nenhum amor verdadeiro. Temos ministrado em muitos eventos pra casais e famílias e temos respondido questões como o tema acima destaca. Os casais precisam se planejar antes de contrair matrimônio. É preciso conhecer bem a pessoa com quem pretende se casar pra com ela viver muitos anos debaixo dum mesmo teto, comendo a mesma comida, compartilhando sonhos semelhantes, sofrer juntos as adversidades da vida etc. O casamento e a vida conjugal em si tem o poder de gerar saúde na vida da pessoa. O homem solitário não desfruta dos bens saudáveis quando equiparado ao que vive conjugalmente. A mulher completa o homem como ninguém mais, e isso é mistério de Deus o criador. Os casais que alimentam e regam a sua relação afetiva á base de fantasias, fetiches e pornografias demonstram certa insegurança e incapacidade de conduzir a vida conjugal por sua normalidade. Ainda que muitos questionem o que vem a ser Normal numa relação íntima, informamos que, os tratamentos de dor e sacrifícios (tais como chicotadas, algemas, pés acorrentados, rosto cobertos com máscaras,mãos amarradas á cabeceira da cama, cordas amarradas ao pescoço do(da) parceiro(a), aplicados e aberrações outras que buscam desesperadamente o prazer) podem ser classificadas como sintomas de uma anormalidade do emocional, o que pode resultar num instinto de dependência do qual o casal terá dificuldade de se livrar. Neste tipo de comportamento há um outro problema que precisa ser apreciado, e vai exigir cuidados por parte do casal:o risco de não considerar o cônjuge como ser humano, e sim como objeto ou algo a mais nesse sentido.Manter uma pessoa acorrentada pelo pescoço em busca de um prazer precisa(mesmo com o consentimento da outra parte) responder ao seguinte questionamento: 1) Quem sou eu, que me deixo submeter-me a esse tipo de fantasia? 2) O que significa ou o que vale a pessoa que eu neste momento e quase todos os dias a mantenho presa ás correntes? Nosso cérebro tem uma capacidade admirável de assimilar as coisas e gravar imagens e sons.Por isso temos facilidade de aceitarmos e nos acostumar com certas coisas que nós mesmo inventamos, inclusive as fantasias para fugirmos da rotina conjugal. O problema, como já deixamos claro linhas acima, está na dependência dessa fantasias, as quais fere o outro moral, física e espiritualmente deixando cicatrizes difíceis de serem apagadas. Pensemos nisso! 


Rev. Renilson Ornelas
Ministro do Evangelho







quinta-feira, 4 de julho de 2013

Medo, Casamento



TENHO MEDO DE CASAR NOVAMENTE
Sugestões para Recomeçar de Forma Segura.

Rev. Renilson Ornelas


A vontade de casar tem forte relação com a cultura em que vivemos e com a educação que recebemos de nossos pais.Mas a estrutura dentro do relacionamento conjugal vai depender muito da maturidade do casal e da forma como encaram a vida.Infelizmente, nos dias atuais a expressão "Casar" já não soa como algo sagrado, digno de respeito e admiração pelas pessoas. Todo final de relação gera angústias e traumas. Destes dois o trauma é mais trabalhoso devido a sua durabilidade caso a pessoa não venha ser tratada adequadamente, principalmente se na relação anterior havia brigas físicas muito violentas. A  sociedade brasileira pode agradecer muito ás igrejas evangélicas pelo bom trabalho desenvolvido no campo do aconselhamento conjugal e familiar. Acredito que a comunidade evangélica hoje investe muito no tratamento das pessoas um dia machucadas e sequeladas pelas cicatrizes das relações frustrantes.A depender da forma como o relacionamento anterior foi desfeito é que se poderá avaliar como será o novo recomeço.A m ente do ser humano é sem dúvida uma caixinha de surpresa, e por isso fica difícil acreditar na pessoa ao lado. Dificilmente as pessoas conseguirão viver sozinhas, devido ao fato de que o ser humano não foi criado para viver isolado.Mas o trauma causado por um relacionamento passado criará certa resistência e desconfiança para a entrada dum novo relacionamento.Costumamos dizer que não exite pessoa certa ou pessoa errada.O comportamento das pessoas é que podem ser classificados como certos ou errados, e não as pessoas em si. Deus não criou homem certo nem mulher errada ou vice versa. Suas atitudes é quem as condena.Apenas morar com uma pessoa tendo  liberdade sexual tem sido a opção de muita gente; o que não lhes garante estabilidade conjugal devido a falta de assunção de um compromisso sério. Quando Deus instituiu a união afetiva entre o homem e a mulher a sua intenção era de assim fazê-lo visando a união eterna. Devido a dureza do coração de ambos(como se vê hoje) todos tem se separado até por questões que poderiam ser superadas. A impaciência, a intolerância é e sempre foram os fatores principais nas tomadas de decisões para a efetivação do divórcio. Nossos fracassos no casamento também se justifica pelas escolhas que fazemos na vida. Por vezes somos teimosos demais.Deixamos de escutar boas orientações, bons conselhos. Então sucumbimos na relação inesperadamente. A melhor maneira de recomeçar é atentando para os erros, inclusive de comportamento cometidos anteriormente, e evitar cometê-los a todo custo. Conhecer melhor a pessoa por quem está inclinado é importante.Observar seus costumes, suas manias, suas preferências e acima de tudo seu gênio, seu temperamento e sua família.


Rev. Renilson Ornelas
Ministro do Evangelho
Pastoreando com Seriedade e Responsabilidade no Modelo de Jesus cristo
Acesse, Participe,Divulgue!



Deixe seu comentário