Testemunho


TESTEMUNHOS REAIS DE SUPERAÇÃO NA VIDA CONJUGAL.
WITNESSES.

Nesta seção serão publicados testemunhos de pessoas que tiveram seus casamentos abalados; outros realmente destroçados por diversos motivos(Vícios com álcool, drogas, Traição, Feitiçarias, Violência doméstica, etc.) mas que foram restaurados pelo poder de Deus e pela perseverança dos cônjuges. Não citaremos os nomes dos depoentes por questão de ética e privacidade. No entanto você, com certeza se identificará com alguns dos relatos aqui fixados trimestralmente.Caso deseje ajudar outros casais com o seu testemunho escreva-nos. 

Caixa Postal 194, Cep. 43.800/000 Candeias-BA.
E-Mail: contatoprornelas@bol.com.br. / ornelaspastor@gmail.com



SUGADO PELA INTERNET, LIBERTADO PELA ORAÇÃO.

Um testemunho verídico de alerta para os casais

Os dois últimos anos foram terríveis para mim. Depois de muitos anos de casado, com uma esposa dedicada, dois filhos e um neto, me vi envolvido com uma  jovem com uma diferença de idade bem menos que a minha. Ainda que seja difícil de acreditar, esse envolvimento se deu por meio das redes sociais bem distante do olhar de minha esposa, apesar daquela jovem estar sempre próxima a nós. Como se estivéssemos com os olhos vedados, cegos por um certo encantamento fomos nos envolvendo lentamente. Tanto eu quanto ela éramos casados, e ainda que não fôssemos estaríamos sempre errados por tal envolvimento. Deixei de olhar para Deus, deixei de meditar na Palavra diariamente; já não era mais o mesmo homem de antes. Em dado momento, percebi que já estava completamente envolvido no que poderíamos chamar de Paixão Diabólica. A coisa se tornou mais intensa quando começamos a trocar fotos pela rede, e então aconteceu o que não esperávamos: Traí minha esposa e todas elas vazaram e o escândalo foi geral. Ficamos expostos de maneira humilhante sob o riso de milhares de pessoas em vários lugares.
Ao sair a rua por muitas vezes fui zombado e esculachado. Piadinhas, apelidos eram lançados e entrei em depressão por semanas.
Desesperado, perdi meu emprego, e sem saber que direção tomar, ou o que fazer, fui surpreendido por  minha esposa, a qual numa atitude ímpar e de extrema sabedoria me tomou pelos braços e me analisou de alto abaixo procurando saber de todos os detalhes. Fiquei com medo dela pois não sabia do que ela seria capaz após ouvir o meu relato. Ela ficou ao meu lado no momento em que mais precisei. 
Certa noite recebi a ligação deste casal, o qual certamente foi procurado por alguém em busca de apoio a nosso favor. No primeiro encontro com o pastor Ornelas não fiz outra coisa a não ser chorar; mas chorar muito e copiosamente. Envergonhado e muito constrangido, me sentindo um verme a minha vontade era sumir do mapa. Recebi as primeiras orientações e comecei a ser ouvido e orientado por várias semanas. Terminadas as semanas comigo, minha esposa foi convocada e também passou por orientações preciosas e de grande utilidade para nossa vida conjugal. Passados alguns meses de TCP, os encontros passaram a serem em dupla: comigo e minha esposa. Pedi perdão a minha esposa, lhe passei a minha senha do Face book e descobri que tudo agora deveria ser compartilhado primeiramente entre nós(marido e esposa), pois só assim pode haver transparência. Não desejaria que ninguém passasse pelo que eu e minha esposa passamos. Por pouco não enlouqueci. Por pouco não perdi minha esposa e filhos. Agradeço a Deus pela vida do casal Ornelas pelas orações , paciência e dedicação. peço que orem, intercedam por este casal, pois assim como eu muitas vidas tem recebido apoio, orientação nos momentos difíceis e casais tem recebido orientações. Continuo casado, retomei a minhas atividades, voltei a me reaproximar de Deus e vez por outra somos convocados a receber orientações. Hoje eu sei o quanto vale uma esposa, uma família de verdade. 

PJ




PERDOEI MEU ESPOSO,
RESTAUREI MEU CASAMENTO



Há alguns anos atrás, meu esposo se envolveu sexualmente com uma jovem com idade quase igual a dele. Hoje sou uma jovem senhora de quase 40 anos. Não temos grande diferença de idade. Somos casados há mais de dezesseis anos. Na época percebi que meu esposo já não era mais o mesmo fazia já alguns meses; mas resolvi fingir e pensar que tudo não passaria de desconfianças bobas de minha mente. Certo dia, ao despertar tarde da noite, caminhei até o banheiro e percebi que meu esposo estava a frente do computador, acessando uma famosa rede social e se comunicando com a pessoa com quem se relacionava fazia. tempo. Daí pra frente nosso casamento se tornou um inferno. Pessoas na rua zombavam dele, o que fez com que entrasse em depressão. Meu esposo tinha uma boa posição social onde morávamos e de repente tudo desmoronou. Me vi juntamente com ele numa situação que não desejo pra nenhuma esposa. O que mais nos castigava era o julgamento das pessoas, as quais se colocavam o tempo todo como juizes. Respirei fundo, raciocinei, e busquei ajuda em Deus afim de entender como deveria me comportar em meio a aquela situação e resolvê-la. Deveria deixar de amar meu esposo? Deveria me divorciar dele? Mandá-lo embora e permanecer com nossos filhos? Que fazer? Certo dia, meu esposo recebeu um telefonema do Pastor Ornelas e sua Esposa, os quais estariam dispostos a mentorear meu esposo e me passar algumas orientações conjugais. Foram meses de acompanhamento nutrindo-nos de sábias palavras e máximas por Aconselhamento até a certeza de que o arrependimento tinha nascido no coração de meu esposo. Eu também fui confrontada e muitas vezes questionada sobre o meu papel como adjuntora de meu marido. Ali pude perceber e ter uma maior consciência a respeito do perdão e sua eficácia, o que de fato nos ajudou a ter nosso Casamento Restaurado. Por muitas vezes vi meu esposo desabar em choros consecutivos; tanto em casa(nós dois as sós) quanto nas sessões de Aconselhamento e orientação Conjugal. Uma das coisa que ouvir o Espírito Santo me falar claramente foi: Não desista! Seja cautelosa! Depois que meu marido teve realmente consciência do seu erro e da gravidade(pois a coisa tinha ganhado conotação pública), se tornou como uma criança arredia e doida ao mesmo tempo. Resolvi me colocar em silêncio e passei a orar para que pudesse ouvir a voz de Deus. Então eu Calei, tive Cautela e Esperei. Nesta fase tão dolorosa para nós dois percebemos que Deus colocou amigos, sim pessoas amigas de verdade, as quais nos ajudaram a sairmos de toda aquela situação. Quando meu esposo me confessou a traição senti um peso enorme sair de suas costas. Não foi fácil. Ele buscava palavras aqui e ali...Até que não suportou mais e me detalhou tudo. Também não fora fácil pra mim perdoá-lo! Mas perdoei. Perdoei de verdade. Hoje nosso amor é mais real, mais intenso, mais verdadeiro. Somos UM!
J.R

MEU ESPOSO VOLTOU PARA CASA.


Depois de dezesseis anos de casada com um marido exemplar e três filhos, me vi numa  situação que jamais pensei nem tão pouco desejaria que nenhuma mulher vivenciasse. De repente, comecei a perceber certo esfriamento por parte de meu marido mas a princípio não levei a situação muito á sério, pois nossa convivência nunca fora de desarmonia conjugal, e sim de um lar próspero e equilibrado. Nada escondíamos um do outro. No ano de 2013, ao chegar do trabalho assentou-se na poltrona e na ausência de nossos filhos me fez uma tenebrosa confissão, onde me falou com voz meio trêmula que não mais sentia nada por mim. Naquele momento me faltou chão. Fiquei sem ação ou reação.Naquele momento só pensava em nossos filhos, pois é sempre a mãe que fica com a responsabilidade de dar-lhes satisfação sobre o porque da separação. Daí pra frente foram dias muito duros e difíceis em minha vida. Nada parecia ter mais sentido. Nem mesmo o acender da luzes dentro de casa. Procurei ser sábia em meio a toda a situação, de maneira que evitei tornar extremamente pública a minha situação. Selecionei pessoas maduras e de confiança, as quais eu pudesse contar a minha história e obter orientações sábias de como resolver aquele quebra-cabeças e o labirinto que dentro deles eu agora estava. Meus filhos mergulharam numa tristeza que na verdade era um  misto de rebeldia e incredulidade. Eles deixaram de crer em muita coisa de bom que tinham aprendido. Várias foram as vezes em que marquei muitos encontros com meu ex-esposo e tentei lhe falar sobre sua cegueira espiritual afim de lhe abrir os olhos, pois ele estava jogando toda uma família na lata do lixo. Com o tempo descobri que uma colega de trabalho lhe tinha cegado os olhos(recém admitida pela empresa) e se apaixonado por meu esposo. Agradeço a Deus pela vida dos pastores, pois eles são homens de Deus e fazem belo trabalho de aconselhamento e orientação. Por recomendação passei a orar, liberar perdão pro meu esposo sempre acreditando nas promessas de Deus. Durante alguns meses me deu vontade de partir pra violência com a moça que tinha "tomado" meu marido de mim,mas certo dia, ao acordar, depois de ter orado ao Senhor, senti o Espírito de Deus me impulsionando á procurar a tal moça e lhe pedir perdão. Sim, liberar o perdão. Confesso que não foi fácil. Com certeza foi a mais difícil tomada de decisão de toda a minha vida. Nosso encontro foi só entre nós duas. O clima estava pesado, tenso e frio. Minha liberação de perdão começou com o meu pedido de perdão á ela, a qual ficou branca feito papel naquele momento...Gelou! Falei-lhe do amor de Jesus; que Deus tinha um plano em sua vida e que o meu marido não era o homem que Deus tinha reservado para ela, pois em nosso casamento tínhamos feito uma Aliança de Fidelidade Eterna. De repente, vi aquela linda e jovem mulher desabar bem ali, á minha frente, debulhando em lágrima; sem palavra mais alguma. Eu a entreguei a Deus e fui embora. Já fazia alguns meses que meu marido não me procurava nem dormia em casa. Ele estava mudado, sim, muito diferente. Certa noite, estando eu e as crianças prontas para irmos á casa do Senhor(nossa igreja), ele chegou sujo e maltrapilho, descuidado. Deu dó só de olhá-lo. Cabisbaixo, envergonhado. Deixei que as crianças fossem na frente e fiquei para receber, tratar e cuidar de Meu Marido, aquele com que eu ainda tinha uma aliança, aquela que firmamos no ato da celebração de nosso matrimônio. Sua primeiras palavras foram: Você me Perdoa? Ele não conseguia fazer mais nada além de repetir esta pergunta por muitas e muitas vezes. Sim! Lhe respondi. Ele soluçava, em pratos pela consciência do grande erro que cometeu. Perdeu os amigos, sua moral, sua reputação e quase perdera também sua família. Dei-lhe banho, cortei-lhe as unhas, penteei seus cabelos, e oramos juntos ali mesmo. Hoje meu esposo é um grande homem de Deus, temente e com grande consciência do laço do qual escapou. Durante todo o tempo me firmei nas promessas de Deus contidas na sua Santa Palavra.
A oração de um justo pode muito em seus efeitos(Tg. 5.16-20) 
(S.F.B)

QUANDO TUDO PARECIA NÃO TER MAIS JEITO
O Senhor nos concedeu um filho

No ano de 2003 casei-me com muita convicção e segurança do que estava fazendo. Meu marido e eu tínhamos um excelente relacionamento, como até os dias de hoje.O tempo de namoro foi normal, pois compartilhávamos da mesma fé. Nos firmamos na verdade de que Quem ama espera, até o dia da consumação de nossa bênção, nosso casamento. Nunca tivemos grandes problemas com nossas famílias, e as que pareciam querer aflorar entrávamos em oração e o Senhor Deus sempre estabelecia sua providência. Nosso casamento foi, como já disse, uma bênção. Depois de anos de casados descobrimos, por meio de diagnósticos médicos que eu não poderia ser mãe, pois meu útero era por demais pequeno; pouco desenvolvido para tal ralidade. Assim, sem nos deixar abater, ouvimos todos os pareceres dos médicos e fomos para nossa casa. Estávamos diante de um sério e "grande problema". Tal realidade quase que abalou nossas estruturas. Nossos pais e parentes nos consolavam como podiam. Outros especulavam e tentavam adivinhar a causa para tal situação. É nesses momentos que nossa fé sempre é posta á prova. A falta de um filho pode ser algo simples para um homem, um pai, mas nunca para uma mulher, para uma mãe. Também pode abalar o relacionamento de uma casal, principalmente recém casados como era no nosso caso. Exames e mais exames. Dinheiro e mais dinheiro sem nenhuma resposta favorável. De repente, o Espírito Santo nos orientou a exercitarmos a nossa fé, e assim fizemos. Passamos a buscar a Deus sem forçá-lo, pois Ele tem vontade própria. Foi nesse tempo que aprendemos a levar a prática da oração á sério sem nunca duvidar. Depois de uns dois anos após nosso casamento, em meio a um certo ceticismo e descrédito; desanimado e quase desistindo da possibilidade fomos surpreendido com a notícia de minha ginecologista que me disse: Parabéns, você vai ser mãe! Não há como descrever a alegria que invadiu todo o meu ser. É como uma onda gigantesca de júbilo misturada com choro e gratidão ao Deus Eterno e Todo Poderoso. Hoje nosso filho já passa dos Dezoito anos e só temos a agradecer á Deus. Portanto, nunca devemos desanimar diante de qualquer que seja o diagnóstico, pois Deus é criador e nada neste mundo é mais poderoso que Ele.
 (R.V.O) 



www.pastorfamilia.blogspot.com
Conte o seu testemunho de superação:
contatoprornelas@bol.com.br
Caixa Postal 194, CEP. 43.800/000 Candeias-BA.
Peça seu estudo Casa Forte
Estudo dividido em 05 Módulos para o fortalecimento de seu Casamento e sua Família




2 comentários:

  1. GOSSTEI MUITO DO ARTIGO E PRETENDO PASSAR ESTE ASSUNTO PARA EDIFICAÇAO DE OUTRA VIDAS
    JAQUELINE E REGINALDO ORNELAS

    ResponderEliminar
  2. Gostei de ver o artigos e os testemunhos servem de estimulo e incentivo para quem esta a passar por tribulações no lar e estimulo para aumentar e alimentar a fé..pois nada é impossível para Deus, nem aos olhos daquele que crê e persevera

    ResponderEliminar